Abrir/Fechar Menu
Portal da Cofco para difusão de boas práticas agrícolas no Brasil!

Em evento realizado em Teresina, pesquisadores debateram soluções para reverter a situação de  181 mil Km² no semiárido nordestino que está em processo de desertificação

São Paulo, 03 de janeiro – No final do ano passado cientistas se reuniram em Teresina para discutir saídas para frear a degradação do solo no Nordeste. O Plano Nacional de Combate à Desertificação (PNCD) considera que a grande maioria das terras suscetíveis à desertificação se encontra em áreas semiáridas e sub-úmidas da região.

Cerca de 181 mil Km² (aproximadamente 20% do semiárido nordestino) está em processo de desertificação, representando um desafio para o aumento da produtividade e para a melhoria do uso de recursos naturais. Na maior parte dessas áreas predominam solos rasos e uma cobertura vegetal esparsa de caatinga.

O processo de desertificação se deve à irregularidade das precipitações pluviométricas, condições de fertilidade do solo e pressões populacionais em um ambiente tipicamente frágil, se agravando nos últimos anos devido à seca, observa o pesquisador da Embrapa Luciano Accyoli.

Soluções deverão ser discutidas durante a IV Reunião Nordestina de Ciência do Solo (IVRNCS), que acontece paralelamente ao I Simpósio Piauiense de Ciência do Solo. O tema da reunião é o “Uso Sustentável do Solo para Segurança Alimentar no Nordeste Brasileiro”.

Reunindo pesquisadores experientes, o evento vai abordar aspectos importantes como educação em solos, tipos de solos no Brasil, análises, suprimentos, nutrientes, degradação, agricultura familiar e biomas. “Para termos produção vegetal e animal, o solo deve ser manejado com sustentabilidade satisfatória e sem qualquer degradação”, diz Henrique Antunes, pesquisador da Embrapa e coordenador técnico da reunião.

IVRNCS é uma realização conjunta da Embrapa Meio-Norte, das Universidades Federal e Estadual do Piauí, do Instituto Federal de Educação do Piauí e da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (Núcleo Regional do Nordeste).

Fonte: Portal Dia de Campo

Foto: Ana Paula Hirama / Wikipedia

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil, exceto quando especificado em contrário e nos conteúdos replicados de outras fontes.